segunda-feira, 14 de maio de 2012

Políticos evangélicos organizam campanha contra a Marcha da Maconha em Recife

Está programada para acontecer no próximo dia 20 em Recife a “Marcha da Maconha”, uma manifestação popular organizada com o objetivo de defender a descriminalização do uso da droga. Contrários à realização da marcha, deputados da Frente Parlamentar em Defesa da Família da Assembleia Legislativa de Pernambuco estiveram no Ministério Público para tentar impedir a organização do evento. O grupo de parlamentares é ligado a igrejas evangélicas e, coordenados pelo deputado estadual e pastor Cleiton Collins (PSC), estiveram na sede do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para denunciar a “Marcha da Maconha”, de acordo com o NE10. “O objetivo da denúncia é pressionar o Poder Judiciário para proibir a realização da mobilização em defesa da maconha. O entorpecente funciona como porta de entrada para drogas mais pesadas, como o crack”, afirmou Collins, que esteve no MPPE com os deputados Adalto Santos e Ossésio Silva (PRB). Além de denunciarem a realização do evento ao MPPE, os evangélicos irão realizar no próximo dia 20, a partir das 15h, a “Marcha da Família”. A manifestação, organizada pelos parlamentares evangélicos, sairá da Assembleia Legislativa e tem por objetivo ser um contraponto à manifestação em apoio à legalização da maconha.

Internautas afirmam que senadora Marta Suplicy cancelou audiência pública do PL122 por temer debate com pastor Silas Malafaia

O cancelamento da audiência pública que discutiria o novo texto do PL 122 repercutiu entre os leitores do Gospel+ e causou estranheza. O anúncio do cancelamento foi feito pelo pastor Silas Malafaia, em seu Twitter. Ele era um dos convidados da audiência, que contaria com a presença do pastor Joide Miranda, políticos da bancada evangélica e também de ativistas gays, entre outros. Entre os comentários da notícia, um consenso entre os leitores é que a iniciativa da senadora pode ter sido uma estratégia para que o projeto não fosse encerrado definitivamente, devido à derrota na Justiça dos ativistas que processavam o pastor Silas Malafaia por homofobia. “Depois da derrota vergonhosa que o ativismo gay sofreu querendo processar o Pr. Silas Malafaia, a PL122 seria sepultada em tempo recorde”, comentou Vanderlei Ricken, através do Facebook. O leitor Marco Antonio Lopes criticou a substituição da audiência pública por um evento parcial: “Muito espertinha essa Marta, desfaz o debate e cria um evento a favor do lei. Democracia pra quê hein?”. Para alguns leitores que comentaram a informação, a senadora Marta Suplicy agiu de forma a evitar uma derrota: “Sentiu que o ‘bicho ia pegar’ por conta disso cancelou a audiência! Tem nada não. Nós estamos de olho. Não tem pra onde correr, esse mísero projeto nunca será transformado em lei”, afirmou Marcony. Edna Gomes seguiu a mesma linha: “A sen. Marta acovardou-se quando ficou sabendo que o Pr. Silas Malafaia e o Pr. Joide Miranda estariam presentes, pessoas que tem bagagem para debater sobre o assunto. A intenção inicial dela era que na mesa estivessem apenas os ativistas gays. Pr. Joide iria falar algumas verdades sobre a homossexualidade que a mídia não mostra”. Ponderando a respeito da construção do polêmico projeto de lei, Alex ressaltou que existem outros textos sobre o assunto em tramitação: “Se um projeto de lei, qualquer que seja, é feito a margem da sociedade, é óbvio que não é coisa boa. Para quem acha que só de PL 122 vive o Brasil, é melhor acordarem. Ainda há o Estatuto da Diversidade Sexual, emenda a Constituição, entre outros projetos”.

O CHIP

O pastor Ciro Zibordi publicou artigo sobre a marca da besta e a notícia de que supostamente o presidente norte-americano havia aprovado uma lei que obrigaria as pessoas a implantarem um microchip com dados médicos. A notícia surgiu através de um programa de TV sensacionalista e se tornou viral no Facebook. Com isso, veículos de comunicação replicaram  a notícia sem comprovar a informação na fonte. Em seu texto, Zibordi afirma que os cristãos não precisam se “preocupar com isso”, pois a marca da besta descrita no livro do Apocalipse é um “sinal do Anticristo [...] não revelada nas Escrituras, que separará os seguidores da Besta como adoradores conscientes desse preposto de Satanás”. Para o pastor assembleiano, o “sinal do Anticristo é uma marca, não revelada nas Escrituras, que separará os seguidores da Besta como adoradores conscientes desse preposto de Satanás”. Confira abaixo a íntegra do artigo “Obama ‘aprovou’ a implantação de biochips. E daí?”, de Ciro Zibordi: Alguns sites (sensacionalistas, em sua maioria) estão divulgando que Barack Obama aprovou a implantação de biochips nos EUA como parte da reforma para a saúde em 2013. Tudo indica que essa notícia não passa de mais um factoide, produzido pelos conspiracionistas de plantão. Mas, e se ela fosse verdadeira? Em que isso nos afetaria? Não é de hoje que a possibilidade de implantação de um chip no corpo humano assusta os incautos. E alguns pregadores, aproveitando-se disso, citam Apocalipse 13.14-16 para afirmar que tal microchip de 7 mm de comprimento e 0,75 mm de largura (tamanho de um grão de arroz) seria o sinal da Besta… Segundo alguns especialistas que consultei, os tais biochips não seriam implantados na mão ou na testa (como alguns pensam), e sim na parte carnuda do braço, a fim de não interferirem na articulação e na função muscular. E a sua extração seria feita facilmente através de um procedimento cirúrgico simples. Se alguém se acidenta e precisa de cuidados médicos emergenciais, não há muito tempo para a realização de exames pré-cirúrgicos. Nesse caso, se o paciente tiver um chip sob a pele contendo todo o seu histórico, isso ajudará, e muito, os médicos a adotarem a conduta correta. Quanto ao sinal da Besta, não precisamos nos preocupar com isso. Por quê? Porque a Igreja não o receberá em hipótese alguma! Esse sinal não é um chip. Trata-se, na verdade, de uma marca para aqueles que, não tendo sido arrebatados pelo Senhor Jesus, escolherão, conscientemente, adorar a Besta (Anticristo). Eles serão convencidos pela segunda Besta, o Falso Profeta, de que o Anticristo é o “salvador do mundo”. Segue-se que o sinal do Anticristo é uma marca, não revelada nas Escrituras, que separará os seguidores da Besta como adoradores conscientes desse preposto de Satanás. Graças a Deus, os salvos já estão marcados pelo sangue do Cordeiro e serão arrebatados antes da manifestação do Homem do pecado! Por que, então, precisamos nos preocupar com o sinal da Besta? Ciro Sanches Zibordi

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Para não desagradar consumidores cristãos, Peugeot tira de seu catálogo a cor “Vermelho Lúcifer”



Em seu mais recente lançamento no Brasil a Peugeot resolver mudar seu catálogo de cores, para não entrar em conflito com consumidores cristãos. O hatch médio 308 tem entre as cores mais chamativas de seu catálogo o “Vermelha Lúcifer” (Rouge Lucifer, na França), nome que não existirá no mercado brasileiro.

O lançamento chega ao mercado como substituto do 307. A opção do vibrante vermelho metálico vai continuar existindo para os consumidores, mas com outro nome. Segundo o Folha.com, batizada de “Rouge Lucifer”, na França, a cor por aqui passa a se chamar apenas “Luc”, para evitar a rejeição de consumidores mais religiosos.

Com a influência crescente dos evangélicos no Brasil a montadora preferiu evitar boicotes e polêmicas retirando a palavra “Lúcifer” de seu catálogo de cores.

“Não queremos causar polêmica no Brasil no lançamento de um produto tão importante para a Peugeot”, diz Carlos Gomes, presidente do grupo PSA (Peugeot-Citroën).

O jornalista Paulo Lopes criticou a decisão, afirmando que “a montadora se rendeu à paranoia religiosa segundo a qual o diabo sempre está à espreita, pronto para atacar as pessoas em seus momentos de fraqueza”. Ele afirmou ainda que “aparentemente a montadora acredita que os evangélicos não sabem ou vão fingir não saber que Luc é abreviatura de Lúcifer”.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Igreja pede na Justiça direito de usar maconha nos cultos

A Igreja do Universo, com sede no Canadá, entrou em uma disputa judicial para ter o direito a utilizar maconha com fins religiosos. Representada pela figura de Christopher Bennett, Sacerdote da igreja, a disputa começou em 2009, quando Bennett enviou uma carta ao ministro da saúde solicitando que a erva fosse incluída como item de prática religiosa na lei que regulamenta o uso de substâncias controladas.
Recentemente, o Juiz Michel Shore divulgou decisão contrária às solicitações feitas por Bennett, afirmando que não foi provado que a maconha tenha “qualquer ligação com a religião”. Bennett afirma que em seus estudos, chegou à conclusão que a cannabis sativa (nome científico da erva) seja uma forma de consciência coletiva, uma manifestação divina. Ele publicou três livros sobre o assunto e garante usar maconha em rituais religiosos há mais de vinte anos. Curiosamente, o juiz Michel Shore também tem livros publicados sobre religião e espiritualidade.
Hoje com 49 anos, o defensor da erva afirma que passou a frequentar a Igreja do Universo em 1990, quando em uma de suas sessões recebeu uma revelação da própria maconha de que na verdade, a cannabis não era uma droga, mas sim, a árvore da vida mencionada no Apocalipse.
Em seu argumento, Bennett relacionou diversos casos de religiões que, ao longo do tempo, utilizaram a maconha em seus rituais, como forma de alcançar um nível superior de espiritualidade. O juiz Shore, reconheceu que apesar dos fatos históricos listados, Bennett não conseguiu provar a relevância da maconha para uma religião, e entendeu que a legislação do Canadá não poderia privilegiar os adeptos de uma seita. No Canadá, a maconha é permitida para fins medicinais, com uso controlado por meio de prescrições médicas, e em relação a isso, o juiz entendeu que nesses casos, a erva é utilizada para proteger a segurança e a saúde pública.
Inconformado com a decisão, Bennett afirmou que tratava-se “claramente de uma discriminação religiosa”. O sacerdote da Igreja do Universo é dono de uma loja que comercializa ervas místicas e também colabora com um site que divulga conteúdo ligado à maconha. No processo, segundo o Gospel Prime, Bennett inseriu uma pesquisa feita no Google, e afirmou que os termos “Jesus” e “maconha” aparecem em diversos conteúdos ligados à religião.
As doutrinas da Igreja do Universo defendem que a maconha é citada na Bíblia em diversas passagens, e que por uma tradução errada, teria sido omitida nos escritos.
Uma dessas passagens bíblicas que a igreja contesta, é a de Êxodo 30:23, onde é mencionado uma quantidade de cálamo para a unção dos sacerdotes. Nesse ponto, as doutrinas defendidas por Bennett indicam que o termo cálamo é resultado da tradução errada de “Kaneh-Bosum”, e que o correto seria “cânhamo”, um outro nome dado à maconha. Baseados nisso, afirmam que Jesus e seus discípulos usaram maconha para ungir e curar enfermos.
Christopher Bennett e a Igreja do Universo irão recorrer da sentença, para garantir que seus rituais continuem sendo praticados de forma intensa e completa.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Ganhou Mais Não Levou.


Globo/Agnews

Há 11 anos, Gugu Liberato leiloou, no programa "Domingo Legal" (SBT), uma sunga que teria sido utilizada por Thiago Lacerda na encenação da peça "A Paixão de Cristo”. Thiago abriu um processo, e o apresentador e o programa foram condenados em 2009 a pagar uma indenização de R$ 550 mil. O ator, no entanto, ainda não recebeu o valor. "Ganhei o processo, mas nunca recebi o dinheiro. Esse problema judicial já está rolando há 11 anos e até hoje não chegou ao fim. Não preciso desse dinheiro, só processei o apresentador porque fui desrespeitado. Eles inventaram uma mentira. Aquela sunga não era minha e eles usaram meu nome. Isso é um pequeno reflexo da impunidade que impera no Brasil", disse Thiago, à coluna "Retratos da Vida", do jornal "Extra".
"As pessoas fazem e falam o que querem e escapam sem grandes consequências. Isso é uma coisa que me deixa muito aborrecido e frustrado", disse o ator, que atualmente vive o personagem Lúcio, em "A Vida da Gente" (Globo).
O artista tem para receber, ainda, outra indenização, de R$ 100 mil, de um processo que venceu contra uma confecção de jeans que usou sua imagem sem autorização.
Se receber os valores, Thiago afirma que vai doá-los a instituições.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Revelações explosivas de um ex-membro da sociedade secreta que controla a sua vida.

Erro 404: Eu já fui um Iluminatti

Revelações explosivas de um ex-membro da sociedade secreta que controla a sua vida.
A partir do momento em que este texto for publicado, minha vida corre perigo. Ponderei muito antes de desabafar e revelar algumas verdades que você nem imagina. Mas estou cansado de ver dia após dia tantas pessoas servindo como massa de manobra para uma minoria absoluta.
A Nova Ordem Mundial está em formação. Você não significa nada para nós, é apenas um peão em meio a nosso tabuleiro particular chamado mundo. Condicionamos você a usar os nossos produtos e a se encantar com as tecnologias que criamos, tudo para que você seja controlado em cada um dos seus passos e possa agir da maneira que for mais conveniente para nós.

Nós temos todas as respostas


Nosso maior salto até agora foi controlar a maneira como você pensa. Ou melhor, a maneira como você acha que pensa. Se você tiver alguma dúvida, sobre qualquer assunto, a quem você vai recorrer? Ao Google, provavelmente. O buscador mais usado no planeta tem todas as respostas que você precisa, ordenadas da maneira que nós queremos que você julgue relevante.
A “googlelização” de tudo foi um de nossos primeiros programas de condicionamento. Nosso propósito era prever o comportamento de cada um de vocês, fazendo com que o pensar se tornasse algo secundário, missão cumprida com sucesso pelos Iluminatti.
Aliás, uma curiosidade: você sabia que as duas letras “o” da palavra Google simbolizam um par de olhos em constante observação do seu comportamento? Estivemos de olho em você o tempo todo, mas você nem se deu conta disso. Admiro a maneira ingênua como vocês se comportam.

O livro dos tolos


O que você está fazendo? Apenas o Google não é o suficiente para que possamos manter o controle sobre você. Por isso, o estimulamos a nos contar de hora em hora tudo aquilo que está acontecendo em sua manipulada vida. Assim, criamos as redes sociais e os microblogs. Colocamos em suas mãos as ferramentas para que você ache que pode fazer o que quiser.
De hora em hora você nos avisa, via Twitter, tudo aquilo que está acontecendo em sua vida primária. “Vou tomar banho”; “vou almoçar no restaurante da esquina”; “estou pensando em fulano”. Não importa o que você esteja fazendo, estamos de olho em você, monitorando a sua vida.
As suas fotos, a maneira como você se diverte e tudo mais o que você faz, controlamos por meio do livro dos tolos, que vocês popularmente conhecem como Facebook. Nele temos informações atualizadas de boa parte da população mundial. Devo confessar que essa é uma das formas mais eficientes de controle que criamos até hoje. E vocês ainda se divertem, não é o máximo, tolos?

O fruto proibido

(Fonte da imagem: Apple)
A Apple é o maior exemplo de condicionamento de massas que conseguimos criar até o momento. A começar pelo nome da empresa, utilizamos como símbolo o fruto proibido para instigar você a ter um produto diferenciado em suas mãos. Mas certamente vocês nem perceberam isso, de tão encantados que ficam com as nossas tecnologias mágicas.
Contudo, nosso plano mais ambicioso até então foi o da “morte” de Steve Jobs. Sim, Steve está vivo e é um dos nossos membros mais ativos e inteligentes. Sete dias depois de anunciarmos a morte dele, chegou ao mercado a nossa ferramenta de controle chamada iPhone 4S. No smartphone, instalamos dois dispositivos: o Find My Friends e o Siri.
O primeiro dispensa explicações: sabemos onde você está sem que você precise fazer nada, basta estar com o seu celular no bolso. Não queremos perdê-lo de vista, vai que você começa a ter ideias anárquicas ou socialistas por aí, é melhor não facilitar. Já o Siri é, sem dúvida, um golpe de mestre.
Siri nada mais é do que uma sigla para “Steve is resting inside”, algo como “Steve descansa aqui dentro”. Como eu já disse, Steve Jobs não morreu. Uma de nossas mentes mais iluminadas, Jobs foi convidado a deixar a vida pueril e assumir a Grande Central de Comando. A partir de lá, ele tem acesso, em tempo real, a todos os diálogos feitos com os iPhones.
Você acha que está conversando com o Siri, mas na verdade está conversando com nossa Grande Central de Comando. Temos centenas de atendentes treinados para respondê-lo da maneira mais conveniente possível para nós. Com sorte você poderá um dia até mesmo ouvir do próprio Steve uma resposta para as suas perguntas fúteis.

E você ainda não acredita

(Fonte da imagem: HAARP)
Aposto que você chegou até esse ponto da leitura e continua cético com relação a tudo que eu disse. Continue assim, é exatamente isso que queremos. É tudo tão óbvio, todas as respostas estão na sua frente, mas ainda assim você não é capaz de enxergar e compreender. Para isso contamos com a ajuda de um projeto bastante eficiente, que permite também o controle mental sobre a população.
O nome dele é HAARP, algo que você já deve ter ouvido falar, mas nem se preocupou. Utilizamos uma mescla de ondas de rádio com frequências sonoras para manipular a mente coletiva dos cidadãos, fazendo com que vocês defendam a todo custo suas vidas ilusórias e julguem os nossos projetos como “meras teorias conspiratórias”.

E vem mais por aí

(Fonte da imagem: Divulgação)
Apesar de termos o controle sobre você, ainda queremos mais. Temos algumas ideias em mente como o RG com chip, que permitiria monitorar todos os cidadãos, mesmo aqueles que não têm aparelho nenhum em mãos. Internamente chamamos esse projeto de “a marca das bestas”. Temos certeza que você vai aceitar isso sem maiores restrições, afinal vamos prometer informatização, controle e agilidade em troca da sua liberdade.
Também não queremos que você tenha o trabalho de enviar os seus dados para nós a todo instante. Nossa nova plataforma de controle em expansão se chama “computação nas nuvens”. Na prática, oferecemos um espaço virtual gratuito para você em troca dos seus dados mais confidenciais. Obviamente você vai aceitar, sem pensar duas vezes.
Por conta das revelações que você leu acima, devo ser eliminado muito em breve. Fiz minha parte e esclareci os mistérios ocultos para vocês. Eu sei que provavelmente vocês não irão acreditar e vão dizer que tudo o que eu falei se resume a teorias conspiratórias sem sentido, mas a escolha é de vocês. Quer continuar sendo manipulado? O azar é só seu, minha marionete!
.....
Atenção: este artigo faz parte do quadro Erro 404, publicado semanalmente às sextas-feiras, cujo objetivo é fornecer um texto descontraído aos leitores do Baixaki. Qualquer semelhança com a realidade é meramente coincidência!

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/erro-404/15539-erro-404-eu-ja-fui-um-iluminatti.htm#ixzz1elHtqTow